AUTISMO E INCLUSÃO

Psicopedagogia e práticas educativas na escola e na família

Resenha

CUNHA, Antônio Eugênio. Autismo e Inclusão. Psicopedagogia e práticas educativas na escola e na família. Rio de Janeiro: Ed. WAK, 2014.

O livro “Autismo e Inclusão. Psicopedagogia e práticas educativas na escola e na família” foi escrito por um psicopedagogo, mestre e doutorando em educação. Publicado em 2014, o livro é dividido em nove capítulos que discorrem sobre a importância do conhecimento sobre os principais sintomas do autismo, descrevendo as principais dificuldades que o educador pode encontrar no processo de ensino aprendizagem, quando se trabalha com aluno diagnosticado com o transtorno do espectro autista (TEA). O autor apresenta algumas possibilidades de intervenção pedagógica com o público com TEA no ambiente escolar e enfatiza a importância de uma abordagem afetiva no processo de ensino, e talvez por ir além da proposta do livro, o autor não demonstra como essa abordagem se estrutura, tão pouco como contribui no desenvolvimento do aluno. E apesar de discorrer sobre os aspectos sociais que a escola propicia para o aluno com TEA, não orienta o professor acerca das ferramentas possíveis para o alcance dos ganhos sociais estando no ambiente escolar. O autor deixa margem para uma interpretação de que o aluno por si só descobrirá os benefícios de se estar com pares, quando diz: “... o aluno poderá descobrir: que as pessoas ao seu redor são importantes; os valores da amizade; o afeto, o carinho e o amor; as regras sociais que ajudam na memorização; o convívio com outras crianças...” (pag. 61), o que não é verdade, devido às peculiaridades do transtorno. Em sequência, de maneira sucinta, porém objetiva, apresenta e enfatiza a importância da preparação de materiais pedagógicos para favorecer o ensino de habilidades e compreensão de conceitos que seriam de facilmente aprendidos por exposição ao ambiente por crianças típicas, mas que com crianças com TEA exige uma elaboração mais detalhada para que a aprendizagem seja concretizada. Apresenta ainda de forma não aprofundada, conceito de reforço positivo, técnicas de educação comportamental, método TEACCH, PECS e Son-Rise. Um ponto forte da obra é a importância que o autor dar à construção da parceria entre a escola e a família no processo de generalização dos comportamentos aprendidos pelo aluno, e enfatiza a importância de se estabelecer os mesmos princípios no processo de ensino aprendizagem na escola e em casa, o que permite uma articulação harmoniosa na educação. E por fim, apresenta modelos de avaliação psicopedagógica na escola que permite ao professor observar e avaliar diferentes áreas do desenvolvimento infantil, passando por habilidades cognitivas, sensoriais, sócias, motoras, linguagem e atividades da vida diária. Um professor ativo busca conhecer de forma aprofundada e individualizada o seu aluno em diferentes contextos, e mais apto estará para realizar a inclusão escolar de forma satisfatória. É um livro direcionado para quem está entrando em contato com tema, instiga a procura de novas fontes de conhecimento e estrutura uma avaliação psicopedagógica de um aluno em processo de inclusão escolar.

LIMA, Kellen Laryssa B. de A. Psicóloga analista do comportamento. Mestre em ciências do comportamento pela UnB.